domingo, 31 de maio de 2009

Paparazzi

Após tanta expectativa, finalmente saiu o videoclipe de "Paparazzi" de Lady GaGa. E adivinha o que tem no clipe? Um monte de paparazzi, flashes e jornais e revistas com a Lady na capa. Oh que surpresa! Além disso, cenas de apelo sexual (ela já fez isso antes), coreografias (também já fez isso antes), muito brilho e glamour (isso também) e coisas do tipo que já vimos em outros vídeos da cantora. O que mais chama a atenção para mim no clipe é o Q de bizarro que ela às vezes explora: cenas de mulheres mortas em meio a todo o frisson da coisa da fama que o video traz, além das cenas dela paraplégica. Outra coisa que me chamou atenção é o longo começo de 3 minutos até entrar a música... Mas a grande coisa do clipe é a própria Lady GaGa mesmo, com seus figurinos extravagantes e o seu ar levemente cômico/ debochado. Os últimos dois minutos do vídeo são justamente mais divertidos por essas cenas da cantora. Um clipe de 8 minutos que deveria trazer algo mais inovador, não somente o que já conhecemos de Lady GaGa, mas que com certeza vai agradar fãs e aspirantes à fama.

Um comentário:

  1. Eu confesso que dei o braço a torcer pra esse clipe. Entendo que não é nada inovador, e não esperava muita inovação, mas a proposta dela de se montar em cima da banalização da fama chegou ao auge (até agora) com esse clipe... ela coreografando de muletas e tal.

    Ela é ridícula. Fato.

    Mas ela tira um belo sarro da maioria (e quando eu falo maioria eu to falando de maioria mesmo, maioria esmagadora, basta ir a qualquer pista de dança pra constatar isso) que canta "but it's all right, just dance" super empolgada como uma espécie de válvula de escape (sem notar que geralmente estão assumindo o personagem pastelão que protagoniza a letra de Just Dance).

    Como disse Marilyn Manson, Lady Gaga é como ele. E eu só me toquei disso asistindo a esse clipe.

    ResponderExcluir

Para postar comentário, digite o endereço de sua conta no GMail.